As mais bem vestidas no Globo de Ouro

Ontem teve Globo de Ouro e como sempre meus olhos estavam focados apenas no red carpet, que para minha surpresa teve muito mais gente bem vestida do que mau vestida! Será que as celebridades finalmente aprenderam a valorizar um bom stylist? Hehe. Espero que gostem da seleção que fiz e caso queira ver todos os vestidos da noite é só acessar aqui

Helen Mirren | Emilia Clarke | Kerry Washington | Olivia Wilde

Caitlin FitzGerald | Sofia Vergara | Michelle Dockery

Cate Blanchett | Kaley Cuoco | Zooey Deschanel | Kate Beckinsale

Anúncios

5 Wishes: Livrinhos de moda!

Faz tempo que queria falar com vocês sobre a vasta opção de livros bons de moda/comportamento que tem no mercado, mas pensei em começar aos poucos, afinal eu nunca fiz post sobre esse assunto. Então pensei em começar com uma listinha dos 5 livros de modenha que pretendo comprar. Ah, a maioria desses livros não sei se já tem para vender no Brasil, mas quem tiver cartão internacional pode comprar sem medo na internet porque livros não são taxados pela alfândega.

54edd1b6-bab9-418f-8094-819dd891dd57-e1383588562711

1º Grace: A Memoir.

Uma biografia contando a carreira da Grace Coddington, que já tem 25 anos trabalhando ao lado da Anna Wintour na Vogue americana. Posso falar? A Grace é uma linda. Amo de paixão o trabalho dela e não posso esperar para colocar minhas patas nessa preciosidade. Ele conta com muitas imagens da carreira dela, tem um pouquinho da Vogue, seu trabalho anterior como modelo e tudo mais. Sem falar que é capa dura, uma lindeza só, aquele livro pra ler e aguardar na estante com todo orgulho. Tem para vender na Amazon e está custando $ 25,70 com capa dura.

 the-sartorialist-book-2

2º The Sartorialist

Scott Schuman, você é sensacional. Tão sensacional que vejo o site todo dia e sempre me impressiono como as imagens são bem pensadas e montadas. Recomendo para quem já admira o trabalho do Scott, se não comece primeiro olhando o site. Tem para vender na Amazon e a versão “simples” custa $ 18,58

fm08-3313-world-according-to-karl-003

3º The World according to Karl.

Karl Lagerfeld, atual diretor criativo da Chanel e responsável por toda essa euforia que se tem da marca. Sabem-se bem que ele não é lá uma pessoa muito agradável de conviver, mas todos admitem que a Chanel estaria falida senão fosse pelo kaiser. O pior disso? É verdade. Atualmente ele tem 87 anos (!) e consegue fazer muita coisa girar ao torno dele. Plus: Esse livro tem a capa linda, daqueles que você vai guardar com todo amor na estante. Tem para vender na Amazon e custa $ 20,76 versão capa dura.

Alexa_Chung_3_4

4º IT por Alexa Chung.

Que ela é linda, faz looks lindos e inspira a maioria das xóvens todo mundo sabe. Eu particularmente estava bem curiosa para ler esse livro até que vi críticas bastante negativas sobre o mesmo que me fez refletir. Quem é Alexa Chung mesmo? Ah é, ela é a ex-namorada do Alex Turner. Mesmo assim quero ler para tirar conclusões melhores, mas a cada dia sinto que Alexa não passa de um rosto bonitinho que se veste bem. Tem para vender na Amazon e custa $ 22,27 versão capa dura.

must-read-carine-roitfeld-irreverent

5º Carine Roitfeld: Irreverent.

Roitfeld foi por 10 anos a editora chefe da Vogue Francesa, até que decidiu pedir as contas e seguir seu próprio caminho, construindo uma revista semestral, a CR Fashion Book, onde ela pudessem fazer as coisas mais do seu jeito. Esse livro surgiu meio como uma biografia do seu trabalho. Ótimo para quem é curioso sobre a rotina das revistas de moda e quem trabalha nelas. Tem para vender na Amazon e custa $ 65,30 versão capa dura.

Pfvr quero dinheiro! Kate Spade em parceria com Craig Redman!

KatieDarcelFINISHED_NEWx-1-11

Eu sou louca pela Kate Spade desde que vi seus anúncios nas revistas de moda a muuucho tempo atrás e até hoje sonho com suas coleções! A loja toda tem itens bastante exclusivos, com as cores chamativas e os detalhes engraçados. Quando vi na internet os itens da parceria com o Craig Redman, caí pra trás! Está tudo tão fofo e lindo..Ah e para quem não conhece o trabalho do Craig (eu a alguns dias atrás), ele é um cartunista australiano que cria desenhos com bastante humor, a prova disso é a personagem Darcel!

KateSpademontagem

Suas criações vão estar em bolsas, camisetas, necessaires, chaveiros, etc. Quem tiver pronta para investir nos itens pode se preparar porque a coleção vai embarcar nas lojas de São Paulo, Rio de Janeiro e no e-commerce da marca. Enquanto isso eu fico só olhando aqui…Vai que tem uma liquidação depois? #sqn

Levantamento NYFW – 1º Dia

mirandalinda

Como vocês sabem, essa edição do New York Fashion Week começou no dia 5 desse mês, mas só estou escrevendo agora, hahah. Confesso que quando vi a agenda do primeiro dia não fiquei muito entusiasmada, mas foi pura ignorância de não conhecer os estilistas. Como sempre, fui procurar informações sobre tudo e acabei ficando bastante impressionada com o trabalho de algumas pessoas e resolvi dividir com vocês. (yey!)

O nome BCBG Max Azria (BCBG é sigla para Bon Chic, Bon Genre) era familiar, mas não conhecia nadinha da marca. Procurando sobre a BCBG, me deparei de primeira com roupas soltas e drapeados, o que não tem muito a ver com a coleção desse NYFW. De acordo com a dupla, eles decidiram começar do zero e não ficar olhando para o passado da marca, que explica o porquê da mudança entre o que eu vi passado deles com o desfile atual. O motivo de fazer diferente, provavelmente deve estar ligado com o fato que o casal está comemorando 25 anos de comércio. A coleção faz uma linha clean, contando com reconstruções/desconstruções nas peças, recortes em lugares inesperados, transparências e muito branco. Mudança aprovada.

  (para deixar as imagens maiores, é só clicar nelas)bcbg

Logo em seguida, veio o desfile do Richard Chai, que quando perguntado sobre sua coleção a resumiu em: “Geometria soft“. Foi visto principalmente no começo uma combinação entre patronagens e cores, achei bem pensado e trabalhado. As texturas também não ficaram de fora e devido a sua parceria com Andrew Marc, apareceram jaquetas de couro, alguns utilizando de matelassê. De tendências, as que ficaram mais evidentes, foi combinação saia+vestido, cropped e bastante recorte. A coleção masculina se destacou pela mistura de texturas e combinações de cores inesperadas.

chai

Conhecido pelos seus vestidos de festa, Tadashi Shoji já encantou até a Florence Welch. Sua coleção passada, meio que inspirada em Downton Abbey, me arrancou suspiros, então já esperava um desfile digno como o que foi feito nessa edição do NYFW. A coleção, que está bem feminina, é destinada para uma mulher atual e confiante. De acordo com o estilista, sua inspiração veio da frase francesa “Joie de vivre“. Todas as peças eram lindas, tinham silhuetas clássicas, tons pastéis e até o cropped apareceu (mas sem barriguinha mostrando!). Apesar dessa lindeza toda, sei que o Shoji é um ótimo estilista e poderia sim ter se arriscado um pouco mais.

shoji

Ah, também não poderia esquecer de mencionar o desfile da Desigual, que trouxe uma energia muito boa na passarela, com os modelos sorrindo e fazendo poses engraçadinhas! É isso gente! Vou tentar me programar melhor para ver se consigo escrever numa sequência legal os posts da semana do NYFW!

desigual

Fontes: Style, LATimes, Hollywood Life e FFW.

Porque tanto fuzuê no mundo da moda no mês de setembro?

Glamour-lillycover

Vocês provavelmente já devem ter notado a importância que esse mês trás para a moda por causa das suas revistas, que sempre estão com mais páginas, sendo boa parte delas formadas por tendências e propaganda. (Lembra que eu comentei do documentário September Issue? Estavam produzindo na época a edição de setembro do ano 2007 da Vogue USA)

Existem vários motivos por setembro ser tão agitado, entre eles:

  • É em setembro que são feitas as reportagens com as novas tendências que vão ser vistas nos próximos meses.
  • São colocadas na capa mulheres que no momento estão sendo desejadas, tipo a atriz ou cantora do momento.
  • Procura imensa pelas marcas para divulgação de sua empresa nas revistas: Quanto mais propaganda tiver, mais chances a revista tem de passar o resto do ano bem ($$$).
  • Também se trata de uma época onde as pessoas estão voltando das suas férias para a vida usual, então é nesse momento que as editoras fazem essas revistas “bíblias” para atrair o leitor.

Nas bancas de SP já chegaram as edições de setembro das gringa! Tem Jennifer Lawrence na capa da Vogue USA, Katy Perry posando na Elle UK, entre outras..Mas a que me encantou mais foi a Lily Collins na Glamour UK! Tá linda, Lily!

Fashion-Magazines

Necessito ver: Mademoiselle C.

Image

Vocês se lembram de The September Issue, lançado em 2009, mostrando a Anna Wintour e Grade Coddington da Vogue americana, fazendo a edição mais cobiçada do ano? Então, a Carine Roitfeld, ex-editora chefe da Vogue Paris, resolveu fazer um documentário no estilo, chamado Mademoiselle C que será lançado em 11 de Setembro.

No trailer mostra um pouquinho do que se pode esperar, tem participações de Karl Lagerfeld, Marc Jacobs, Donatella Versace, Tom Ford e muitos outros…

Mademoiselle C promete ser uma misturinha entre a vida pessoal da Roitfeld e os bastidores da CR Fashion Book, revista criada por ela ao sair da Vogue, que atualmente conta com 2 edições por ano (e bastante inspiração <3).

Por um mundo com menos pseudo estilistas, designers, decoradores..etc.

Primeiramente, gostaria de dizer que não tenho nada com pessoas que ao invés de procurar um profissional preferem arriscar (?), e sim com aqueles que nunca trabalharam na área e viram da noite para o dia, um profissional.  Como se fosse conto de fada sabe? As coisas não funcionam por aí, o que acaba deixando mal visto muitos profissionais reais da área. Se essas pessoas agora são os “entendedores” do assunto, o que acontece com quem passou anos estudando? E pior, anos trabalhando  até conseguir criar renda? e o clientes?

Hoje em dia, você abre a boca para falar que faz ‘design’, ‘música’ e sempre segue de um “Que divertido!”, como se fosse um hobbie qualquer, um passatempo de jovem, e que tenha de preferência alguém para o sustentar, claro. As vocações criativas sempre são vistas assim pela sociedade brasileira, apesar de ouvir muita gente comentando que isso “está mudando” tudo que vejo é o quanto está piorando e os salários baixando.

Status: Desabafando colocando culpa na sociedade por não ter conseguido o estágio dos meus sonhos.