Minissérie Coco Chanel

sml6

Mostrando a trajetória da Chanel ao construir a maison, a minissérie dirigida por Christian Duguay nos leva a entender quem poderia ser de verdade a Gabrielle Chanel, interpretada por Shirley McLaine e Barbara Bobulova, traçando a vida da estilista em sua juventude e depois, no seu período de glória. Claro não podemos confiar plenamente na trama da minissérie, mas confesso que das representações feitas até hoje, essa é uma das melhores.

No GNT, você pode conferir a parte 1 na quinta, 26 de Dezembro as 3:00 e segunda, 30 de Dezembro as 10:00

Fontes: Veja

TAG: 3 podres e 5 amores

Quando a Isa me ~convocou~ para responder a tag que ela tinha criado, fiquei louca pra postar logo aqui! Nunca respondi tags antes e sempre vejo o pessoal respondendo (principalmente no YouTube), acaba sendo uma maneira bem legal de conhecer a pessoa.

Ok, vamos para os meus podres. Antes de vocês começarem a me julgar, devo dizer que todos nós temos podrinhos no coração e não há motivos para ter vergonha disso. Se você gosta, é o que importa.

3. Rihanna – Se lembra quando nossa RiRi bombou em todos os lugares, cantando Umbrella? Me afeiçoei por ela nessa época e já ouvia seus cds, mas quando Unapologetic foi lançado ano passado era só o que eu queria saber. Amo o estilo atual da Rihanna, tanto musical quanto visual, só que ela não tem nadas a ver com o resto dos artistas que ouço, então deixei ela como meu podrinho.

2. Kardashians – Nunca tinha entendido essa obsessão pela família e achava bem idiota na verdade..até que um belo dia eu assisti uma maratona de episódios de Keeping Up With the Kardashians no E! e fiquei viciada. Como minha internet é mucho ruim, meu único jeito de assistir o programa é pela tv mas não tem ritual de não perder um episódio sequer, sabe?

1. Programas culinários – Acredito que as avós/mães de vocês tem o costume de assistir esse tipo de programa, me lembro muito bem de correr para anotar as receitas junto da minha avó, que assista Mais Você todos os dias, até hoje assisto sempre que vejo alguma receita legal passando. Felizmente, a situação atual de programas culinários mudou muito e existem até canais no YouTube que são voltados apenas para essa área. Os canais de televisão TLC e GNT exibem diversos programas do gênero, desde reality shows até receitas de 15 minutos. Meu programa preferido é do Jamie Oliver, pela GNT, porque ele faz receitas saudáveis, fáceis e saborosas.

(Lady Gaga batendo na carne para ilustrar o tópico, beijo)

Chega de podrinho né? Vamos para os meus 5 amorzinhos.

5. Regina Spektor – Não me lembro quando conheci, tenho péssima memória. Sei que gosto faz tempo e desde então já mudei muito os meus gostos, mas a Spektor já criou raízes no iPod. Amo a voz dela, as letras, melodias, sua personalidade. O cd que mais estou ouvindo atualmente é Far. (Sou uma pessoa frustada porque não fui no show!)

4. Michel Gondry – Conheci o cineasta primeiramente pelos seus clipes dirigidos, para artistas como Radiohead, Björk e White Stripes. Então já viu né? Já fui muito louca por Björk nos meus 15 anos e acabei me interessando nessa época pelo Gondry. Depois descobri sobre seus filmes e amei a originalidade que ele tem nos seus trabalhos, que entre eles o mais conhecido é Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças, contando no elenco Jim Carrey e Kate Winslet. O seu longa mais recente se chama A Espuma dos Dias, que conta com a participação da adorável Audrey Tautou.

(Versão leve e rápida de Taxi Driver)

3. Sex and the City – Missão impossível essa de descrever o seriado que mais me mudou em algumas linhas. Futilidade? Um pouco. Mas Sex and the City é muito mais que isso. Foi ele que deu espaço para mostrar o papel da mulher na sociedade atual, contando com quatro personalidades bem diferentes. Não digo que a história é realística, porque ela não é, mas não podemos esquecer que o seriado abriu as portas para assuntos que são considerados tabus. Já vi e revi diversas vezes os dramas da Carrie e suas amigas.

2. Audrey Hepburn – Qualquer pessoa que tenha um pingo de repertório sobre indumentária admira ela. Principalmente por causa de Bonequinha de Luxo, que também foi o primeiro filme que assisti com sua participação no elenco. Um só não me bastou, eu precisava assistir todos, e sempre precisava de mais Audrey na minha vida. Não tem o que falar, ela é o máximo de exemplo/admiração que tenho por uma pessoa, não só por causa da sua beleza, pois a Hepburn realmente se importava com as pessoas e sempre foi uma mulher muito ética e inteligente.

1. Friends – Só de pensar já dá vontade de chorar/rir! Foi o primeiro seriado que vi na vida e me apaixonei meio que na mesma hora, ainda era uma criança na época, mas a idéia de morar com seus amigos em NY e se encontrar todos os dias, como se fosse uma família me deixava muito encantada. Sempre que vejo passando na tv assisto, mas já vi a sequência vááárias vezes e não entendo quando alguém me fala que não gosta de Friends!

Necessito ver: Mademoiselle C.

Image

Vocês se lembram de The September Issue, lançado em 2009, mostrando a Anna Wintour e Grade Coddington da Vogue americana, fazendo a edição mais cobiçada do ano? Então, a Carine Roitfeld, ex-editora chefe da Vogue Paris, resolveu fazer um documentário no estilo, chamado Mademoiselle C que será lançado em 11 de Setembro.

No trailer mostra um pouquinho do que se pode esperar, tem participações de Karl Lagerfeld, Marc Jacobs, Donatella Versace, Tom Ford e muitos outros…

Mademoiselle C promete ser uma misturinha entre a vida pessoal da Roitfeld e os bastidores da CR Fashion Book, revista criada por ela ao sair da Vogue, que atualmente conta com 2 edições por ano (e bastante inspiração <3).

The suspects wore Louboutins

The Bling Ring cartaz

Desde pequena sempre sempre quis ter dinheiro, não pra juntar ou gastar com casas ou sei lá..Essas coisas que as pessoas gastam dinheiro. Eu queria para poder entrar em uma loja e poder comprar tudo que eu quisesse sem me preocupar se teria como pagar no final do mês ou não. Meio becky bloom né? Mas é bem por aí. Ver muitos filmes luxuosos e o grande interesse por marcas me fizeram ansiar por uma vida que não tenho e provavelmente nunca terei, mas ver pessoas como a Paris Hilton ou Lindsay Lohan que são famosas apenas por serem, sempre me deixou pensando o quanto o mundo é injusto. Disso todo mundo “normal” sabe.

Bling Ring real

Aí que descubro a meses atrás sobre Bling Ring, uma gangue que tinha como intenção “roubar” de pessoas que eram ricas apenas por serem. Porquê? Ora, imagina ser bombardeado o tempo todo com um tipo de vida que você não pode ter e saber que tem pessoas incrivelmente estúpidas que tem aquilo só por terem nascido no berço certo, meio revoltante.

Sofia Coppola ficou interessada na reportagem criada pela Nancy Jo Sales, chamada de “Os suspeitos usavam Louboutins” e transformou em um filme, que vai sair próximo mês. Junto disso, a Nancy transformou todo o acontecimento em um livro, começando pelo porquê do interesse da Coppola com esse assunto. O 1º capítulo foi cedido pela Intrínseca e já está rodando pela internet, eu já li e minha ansiedade só aumentou! Já o filme, que conta com a Emma Watson no elenco, chega dia 2 de agosto, mas me falaram que já teve exibições especiais lá em Recife.

emma

I wanna rob